Avaliação Gratuita

Preencha os dados que entraremos em contato

Agende uma avaliação gratuita
25/04/2018

Dicas

Vamos pedalar!

Vamos pedalar!

    Seja como forma de se exercitar ou como meio de transporte, andar de bicicleta faz bem para a saúde, com benefícios para o corpo e a mente. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), quem usa a bicicleta no seu dia a dia melhora a qualidade de vida, combate o sedentarismo e ainda ajuda a diminuir a poluição emitida pelos veículos na atmosfera. E as vantagens de pedalar já foram comprovadas em diversos estudos. Para muitos especialistas da área de ortopedia e traumatologia, a atividade é uma das mais indicadas para prevenir dores nas costas, proteger as articulações e melhorar o sistema circulatório e imunológico, assim como ajuda a manter a saúde psíquica.

 

    Um desses estudos foi elaborado pela Universidade Alemã do Esporte. De acordo com os pesquisadores alemães, pedalar melhora a função cardiovascular e regula os níveis de pressão arterial, colesterol e triglicérides, além de contribuir para a redução de distúrbios, como depressão, ansiedade e estresse. A estimativa é que andar de bicicleta regularmente permita dar adeus a diversos problemas decorrentes do sedentarismo.

    A atividade, como todo exercício aeróbico regular, é um excelente método para manter o bom condicionamento físico e prevenir e tratar a sarcopenia (perda degenerativa de massa e força nos músculos gerada pelo envelhecimento).  O exercício trabalha os grandes grupos musculares das pernas e ainda estimula a contração do abdômen, pois exige uma postura ereta.

 

    O exercício regular também ajuda a melhorar a memória e retardar o envelhecimento cerebral. Os benefícios de andar de bicicleta, dependendo do tempo que a pessoa passa fazendo o exercício, podem ser comparados aos de outras atividades, como caminhada ou corrida. O que conta é a quantidade total de exercícios físicos feitos na semana. É importante a prática regular da atividade. Fazer exercícios todos os dias ou três vezes por semana é muito melhor do que fazer exercício intenso um único dia na semana. A atividade física extenuante uma única vez por semana pode se tornar uma prática perigosa, do ponto de vista cardiológico, além de propiciar maiores lesões musculoesqueléticas.

 

Ao contrário de outras modalidades de exercício, andar de bicicleta não causa tantos impactos sobre o joelho, por isso, pode ser praticado por quem está acima do peso. Vale lembrar que a intensidade de um exercício é controlada pela intensidade do batimento cardíaco de quem o pratica. Por isso, é possível fortalecer o coração com um passeio de bicicleta, assim como ocorre com outras atividades aeróbicas.  Muitos adeptos das academias de ginástica, que fazem spinning, em geral, preferem organizar seus treinos, alternando a bicicleta com a caminhada ou a corrida na esteira. São exercícios equivalentes que, misturados, acabam com a monotonia.

 

    Quando caminhamos ou corremos, todo o nosso peso é jogado sobre as pernas, o que pode forçar as articulações dos membros inferiores. Sentado, entretanto, você distribui melhor a sua massa e não sobrecarrega nenhuma parte do corpo. Por isso, a bicicleta é recomendada para quem está começando a fazer exercícios ou acima do peso. Pedalar, assim como outros exercícios de resistência, induz mudanças na redistribuição de leucócitos no organismo, o que pode ajudar a melhora da imunidade (auxiliando o organismo a defender-se de vírus e bactérias), porém somente quando a prática é associada a uma alimentação saudável. Para emagrecer, não basta somente praticar exercícios, sendo preciso mudar também os hábitos alimentares. É comum ouvirmos: preciso fazer atividade física para emagrecer, mas isso não é correto. Para perder peso, é preciso uma alimentação equilibrada, modificar os hábitos alimentares. Exercícios somente aumentam a velocidade da perda de peso.